quinta-feira, 17 de março de 2011

Versos marejados


Acho que se hoje eu escrever não sairá nada de bonito
Sinto-me uma criança triste com o coração poluído!
Uma sensação díficil de classificar ou por em ordem
Refaço, desfaço e mudo e o mau ainda se mantem.

Algumas coisas definitivamente não deveriam ser
Porque cargas d'água damos a chance disso crescer?
A ponto de olhos revolucionários perderem o brilho
Duvidarem de seus ideais e frustrados sairem do trilho.

4 comentários:

  1. Michele, me vi em seu texto...que lindo! a imagem ficou perfeita.

    ResponderExcluir
  2. Oi Mi, minha pimentinha!
    Lindo poema... Desabafe em palavras e encontre nelas o equilíbrio em seus versos... nenhum dia é igual ao outro e tudo muda a todo momento...
    Força! Uma boa noite de sono muda essa visão!
    Grande beijo, linda!
    Jackie

    ResponderExcluir
  3. Mi

    Imagem e versos em plena sintonia.
    Essa sensação não é muito boa mas mesmo que não saia belas palavras podem ser um desabafo necessário.

    Um Abraço

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...